Apresentação

As atividades extensionistas ligadas à área de Música surgiram na UFSCar antes da abertura do Curso de Licenciatura em Música. Docentes vinculados ao Departamento de Artes e Comunicação em conjunto com a Pró-Reitoria de Extensão ofereciam à comunidade interna e externa da UFSCar atividades ligadas à aprendizagem e à prática musical desenvolvidas junto ao Laboratório de Musicalização, à Orquestra Experimental e ao Madrigal. Após a abertura do Curso de Licenciatura em Música, o caráter extensionista foi mantido e ampliado.

Na UFSCar as ações extensionistas são divididas em Atividades, Projetos e Programas. De acordo com o Regimento da Extensão:

Art. 8º. As Atividades de extensão são aquelas coordenadas pelo servidor proponente em conjunto ou não com outras instituições, pessoas, órgãos ou entidades públicas ou privadas, no âmbito de programas ou projetos de extensão, consideradas atividades acadêmicas regulares inseridas na carga horária do docente, conforme o seu regime de trabalho.

Art. 9º. O Projeto de Extensão é integrado por um conjunto de Atividades de Extensão desenvolvidas junto a outras instituições, pessoas, órgãos ou entidades públicas ou privadas e inseridas numa determinada linha de atuação ou área de conhecimento de um departamento acadêmico, centro ou unidade multidisciplinar de ensino, pesquisa e extensão, que podem ou não estar inseridas no âmbito de um Programa de Extensão.

Art. 10º. O Programa de Extensão constitui um conjunto de Projetos e Atividades de Extensão desenvolvidos junto a outras instituições, pessoas, órgãos ou entidades públicas ou privadas e reunidos por afinidade, conforme as linhas de atuação ou áreas de conhecimento de um departamento acadêmico, centro ou unidade multidisciplinar de ensino, pesquisa e extensão, podendo envolver outros setores.

Atualmente quatro programas de extensão e quatro projetos permanentes são coordenados por docentes do curso. Além disso, muitas outras atividades são oferecidas todos os semestres para a comunidade interna e externa tais como cursos, eventos, rodas de conversa, palestras, dentre outros, de modo a ampliar a formação dos e das estudantes, bem como promover um diálogo permanente com a sociedade.

As atividades de extensão se colocam como opções para que as e os estudantes aprofundem seus conhecimentos em áreas específicas, para que realizem atividades complementares da graduação ou para que cumpram parte de sua carga horária de estágio. Além disso, algumas dessas atividades trazem oportunidades de bolsa para o corpo discente.